Oposição de Acari derruba projeto que doava terreno para construção de Biblioteca


Na seção desta terça-feira (17) da Câmara Municipal de Acari, foi levada a votação um projeto de Lei de autoria do executivo municipal que dispunha sobre a doação de um terreno nas imediações do Palácio de Esportes, localizado no entrada da cidade.

A doação seria para que o SESI construísse no local uma Biblioteca, a exemplo de muitas outras que já foram construídas no Rio Grande do Norte, pelo SESI/FIERN, intituladas Bibliotecas “Indústria do Conhecimento”. 

O projeto de Lei não foi aprovado, sendo a bancada situacionista composta por apenas quatro vereadores, o projeto foi rejeitado por 5 votos contra a quatro votos favoráveis. As bancadas de oposição sendo composta por cinco vereadores seguiram a orientação da liderança que é exercida pelo vereador Zuil Ribeiro, que conseguiu convencer seus liderados a ficarem contra o projeto. 

O assunto foi bastante debatido na câmara, e a "desculpa" apresentada pelos vereadores oposicionista era a de que no local deveria ser construído uma quadra ou outro equipamento destinado ao esporte. Votaram contra o projeto os Vereadores Nenilvan (Nenem), Zuil Ribeiro (Líder da Oposição), Albervania, Chico Dias e o Presidente da Câmara Municipal, vereador Leonardo Ferreira (Leó). 

Os oposicionistas usaram o discurso: “Não sou contra a biblioteca, sou contra o local”. Já a bancada da situação foi taxativa em afirmar que o problema não era o local de onde seria construída a biblioteca, ficando bem claro que a decisão foi por razões politicas. 

A biblioteca indústria do conhecimento é um grande projeto que é realizado entre prefeituras e SESI, com essa recusa dos cinco vereadores ligados ao ex-prefeito Antônio Carlos (Tom) só quem está correndo o risco de perder é o município de Acari, que poderá ficar sem uma grande ferramenta para o uso dos estudantes acarienses.

Chagas Silva