Estudante primeiro lugar em Medicina na UFRJ tirou nota 1.000 na redação e gabaritou prova de Português

Desde que aderiu integralmente ao Enem, em 2011, a UFRJ optou por atribuir diferentes pesos às provas, de acordo com a carreira escolhida pelo candidato. A redação é a única que tem peso 3 para todos os cursos, mostrando a importância que a universidade confere ao exame escrito. Álvaro Bergamaschi Novaes conhece o valor de saber escrever bem. Seu texto recebeu a pontuação máxima, 1000, no Enem 2013.

O estudante de 17 anos ainda acertou todas as questões de Português e tirou 813,3 na prova de Linguagens, que tem peso 2 em Medicina, o mesmo de ciências da natureza, em que ele ficou com 753,1. Tamanho domínio da língua ajudou Álvaro Novaes a ficar com média final de 865,99, a mais alta de um dos cursos mais concorridos do Sisu.