Mulher sofre lesão após usar demais o WhatsApp

Você é daqueles que passa o dia inteiro trocando mensagens no WhatsApp, tuitando ou curtindo posts no Facebook com o smartphone?  

Cuidado: você pode acabar lesionando seu corpo com o que uma médica espanhola identificou em uma paciente como 'WhatsAppite' - ou uma lesão por esforço repetitivo no pulso causada pela frequência excessiva com que se digita com as mãos. 

Publicado no jornal médico britânico The Lancet, o caso da médica espanhola Inés Fernandez-Guerrero fala sobre uma paciente que não tinha nenhum histórico de trauma nas mãos, mas passou seis horas de seu dia de Natal em 2013 respondendo a mensagens que havia recebido no WhatsApp. "Ela fazia movimentos contínuos com as mãos e os polegares para enviar as mensagens", diz a doutora em seu relatório médico. 

A paciente, uma enfermeira grávida de 27 semanas, foi diagnosticada com"WhatsAppite", e o tratamento incluiu abstinência do uso de smartphones e a aplicação de anti-inflamatórios. 

Os últimos números do WhatsApp mostram um total de usuários de 450 milhões, com 1 milhão de novos cadastrados chegando todo dia.