Satélite acha mancha no mar que pode ser localização de avião, diz CNN


Um satélite da China pode ter localizado o local do possível acidente com o voo MH 370 desaparecido desde a última sexta-feira, informou a rede de TV americana CNN e agências de notícias. O Boeing 777 da empresa aérea Malaysia Airlines viajava entre Kuala Lumpur e Pequim quando desapareceu dos radares na noite da sexta-feira (7). Não há, até o momento, nenhuma pista do que pode ter acontecido com a aeronave que levava 239 pessoas. 

A informação foi anunciada pela agência de Administração e Defesa Nacional para a Ciência, Tecnologia e Indústria da China, que identificou "três objetos suspeitos flutuando e seus tamanhos". O site da agência afirmou que os objetos mediam cerca de 22 a 24 metros, 14 a 19 metros e 13 a 18 metros. Não houve explicação imediata sobre o motivo de a agência chinesa esperar por quatro dias para revelar as imagens. 

As imagens são do Estreito de Málaca, uma das mais movimentadas rotas marítimas do mundo, e foram capturadas no dia 9 de março.