Morte de Eduardo Campos provoca uma reviravolta na disputa eleitoral no Brasil

Mesmo sendo o terceiro colocado na corrida eleitoral para o Palácio do Planalto, a morte de Eduardo Campos (PSB) provoca uma reviravolta nas eleições gerais de 2014. 

Muito provavelmente, Marina Silva deve substituir Eduardo Campos, mesmo ela não tendo total apoio dentro do partido do ex-candidato. Situação ainda indefinida.

Marina entrando na campanha eleitoral deverá provocar um novo cenário, quando a mesma apresentava mais intenções de voto do que o próprio titular, falecido. O cenário é incerto, mas a morte de Eduardo Campos “zera” as eleições no Brasil. 

Fonte: Wallace