Pequena Sara encontra doadores 100% compatíveis

Uma notícia deixou boa parte do Rio Grande do Norte muito feliz na manhã desta segunda-feira (25). Todas as pessoas que acompanham a batalha da pequena guerreira Sara Sâmela, 9 anos, contra a leucemia, comemoraram muito a notícia de que, mais uma vez, foram encontrados doadores 100% compatíveis.

Entre as diversas ligações no celular de pessoas querendo saber mais detalhes e a imprensa do Estado confirmando a notícia, Sara, o pai Valmir e a mãe Denilsa receberam a reportagem do Portal CN Agitos. “Nunca deixei de acreditar, essa é a confiança que a gente tem Deus", disse o pai.

Valmir explicou que por volta das 9:30h, a repórter da Inter Tv, Camila Torres, que fez uma matéria contando a história de mãe e filha, na semana passada, ligou dando a notícia. Na hora, o próprio médico do Natal Center, Dr Henrique Fonseca, responsável pelo transplante, confirmou a informação. E dessa vez, não foram só dois, mas 12 doadores 100% compatíveis: 4 no Brasil e 8 no Estados Unidos. “São 12 discípulos do Senhor, e hoje é 25, dia do Soldado”, lembrou Valmir, que é policial militar.

Essa é a segunda vez que Sara teve a notícia de que doadores compatíveis teriam sido encontrados, mas na primeira vez, a família foi informada que os cadastros dos dois doadores estavam desatualizados, e por isso não foram localizados. Porém nem Sara e nem a família desistiram um só minuto, de imediato, a família retomou a Campanha de Doação de Medula.

Denilsa descobriu que estava com nódulo no seio, em dezembro do ano passado, em pleno tratamento de Sara, que tinha descoberto a doença em setembro. “Tive que escolher cuidar da minha filha ou de mim, mas chegou um momento que não tinha mais como adiar”. Ela também está fazendo quimioterapia. 

Agora as duas lutam juntas pela cura, e a história sensibiliza e emociona as pessoas. “Tenho muito a quem agradecer, é devido a ajuda de pessoas que nem conhecia que estamos conseguindo vencer essa luta”, agradece Valmir, emocionado. Um grupo de amigos, que não querem ser identificados, alugaram um apartamento próximo ao Natal Center, por seis meses, onde servirá de base para a recuperação após o transplante de Sara e para o tratamento de Denilsa. 

A expectativa agora, é com a confirmação da data do transplante. Mas a família já informou que a bandeira da doação de medula não vai parar. “Vamos continuar fazendo a campanha, tem muita gente precisando e isso a gente vai levar para o resto das nossas vidas”, revelou o pai, incansável. 

Sara, com seu jeitinho sereno e uma fé inabalável, parece não acreditar na notícia. Respondendo as dezenas de mensagens no seu Facebook, ela confidenciou para a nossa equipe o que fará quando receber a notícia da cura: “Primeiro vou comer de tudo, e depois ir a Caicó agradecer as pessoas que me ajudaram lá”, falou.

Nesta terça (26), Sara segue para capital para consulta de rotina, no Varela Santiago. Mas Denilsa já informou que o exame feito recentemente apontou que as taxas da filha está pronta para receber a medula. Após o transplante, Sara terá que ficar 100 dias isolada para que não ocorra nenhuma intercorrência. Para isso a família continuará solicitando a ajuda de amigos, para cobrir os custos do pós-transplante. “Vamos continuar lutando, tenho certeza que a vitória não será só minha, mas de todas as pessoas que nos apoiaram e que torceram pela cura da minha filha, não tenho como agradecer, só Deus mesmo”, concluiu Valmir. 

Quem quiser contribuir pode ligar para (84) 9811-3029 e falar direto com Valmir. Se quiser fazer a doação direto pelo banco, pode depositar direto na conta, aberta no nome de Sara ( Bradesco – Agência: 2131-8 // Conta Poupança: 1004406-5 – Sara Sâmela da Silva Dantas).