TCU aponta superfaturamento em obras de barragem de Oiticica


Um relatório elaborado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) aponta que, pelo menos oito produtos e serviços usados na construção da Barragem de Oiticica, localizada no município de Jucurutu, Rio Grande do Norte, estão acima do preço de mercado. O superfaturamento nas obras, ainda de acordo com o levantamento, pode chegar a R$ 15 milhões. 

A maior desigualdade de valores é relacionada a extração de areia. Segundo o Tribunal, o valor pago deve ser de R$ 5,06 pelo metro cúbico de areia. Contudo, o contrato prevê um custo quatro vezes maior, de R$ 21,76 pela mesma quantidade de terra.