Emparn prevê grande chance de continuidade da seca no RN


A previsão não é nada boa para o sertão potiguar. Mas ainda há uma margem de esperança. No 17º Workshop Internacional de Avaliação Climática realizado nesta semana em Fortaleza (CE), o prognóstico foi de mais um ano de chuvas abaixo da média.

Apesar da previsão ruim, o gerente de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), Gilmar Bristot, ressalta que o resultado ainda não é o definitivo para a estação chuvosa do semiárido. “Não é um relatório conclusivo porque poderemos ter algumas mudanças no Atlântico Sul. Essas mudanças podem ser tanto para melhor quanto para pior”, disse.