Ministro da Educação quer Enem online e mais de uma prova anual


O novo ministro da Educação, Cid Gomes, quer adotar uma versão online do Exame Nacional do Médio (Enem) e implantar uma promessa antiga do governo federal de aplicar mais de uma prova a cada ano. “Vou levar a proposta à presidente Dilma”, disse ele em entrevista à Folha. Assim, o exame não seria aplicado em apenas um final de semana e os alunos poderiam ir a locais credenciados para fazer o teste. 

A prova seria respondida em terminais de computadores com os bancos de perguntas. "Cada aluno faria uma prova diferente, com escolha aleatória das questões", explicou o novo ministro. O modelo é semelhante ao SAT, uma espécie de Enem dos Estados Unidos, que permite a aplicação de questões distintas simultaneamente. 

De acordo com Cid Gomes, o projeto de aplicação da prova seria uma rede previamente credenciada e pública, com universidades federais, por exemplo. O ministro não projeta prazos para implantação do modelo e diz que quer adotá-lo enquanto estiver à frente da pasta.