Possibilidade de suspensão do WhatsApp assustou brasileiros

A possibilidade de suspensão do WhatsApp que veio à tona nesta semana deixou muitos brasileiros preocupados. Tudo bem que a decisão foi revogada um dia após o vazamento da polêmica. Mas o que seria de nós sem o “ZapZap”?

Alguns dizem que a vida sem o aplicativo seria mais cara. Outros temem ficar sem a ferramenta e perder a oportunidade de estar mais próximo das “gatas”. Há quem disse recorrer ao app como principal meio de comunicação. Tem também aqueles que passam 24 horas por dias conectados.

Os mais precavidos chegaram a buscar um substituto ao WhatsApp. Segundo o Telegram, o aplicativo de comunicação instantânea para celulares recebeu o cadastro de 2 milhões de brasileiros em 20 horas. Isso é equivalente a cem novos usuários por segundo. Além do Telegram, há outra alternativas gratuitas ao programa.

A polêmica ganhou repercussão nacional após a decisão do juiz Luiz de Moura Correia, pedir  a suspensão do WhatsApp em todo o Brasil para punir a empresa por não colaborar com as leis brasileiras.

Mas a decisão não durou por muito tempo. Após um pedido de liminar da Embratel (Empresa Brasileira de Telecomunicações) e da Claro, o desembargador Raimundo Nonato Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí, derrubou a decisão de Correia.