Vereador recebe 13 mil reais, diz que é pouco e ‘mal dá para sobreviver


Na cidade de Parauapebas, sudeste do Pará, a maior parte da população vive com renda mensal de R$ 433, segundo o IBGE. Apesar disso, o vereador Odilon Rocha de Sanção (SDD) disse, na sessão do dia 24 de abril, que ‘mal dá para sobreviver’ com o salário de aproximadamente R$ 8 mil pago aos parlamentares, já com os devidos descontos.

A declaração do vereador causou polêmica na cidade, mas ele foi defendido pelo presidente da Câmara, Ivanildo Braz – que é do mesmo partido de Odilon. “A declaração dele não foi só a parte do vídeo. Ele dá a explicação total. O vereador em sequência explicou a linha da raciocínio dele, e comparou o salário com o dos secretários”, disse.

Parauapebas tem mais de 200 mil habitantes. A Câmara é composta por 15 vereadores. Cada parlamentar recebe salário bruto de R$ 10.013, além de R$ 2.800 para despesas com combustível e R$ 1 mil para custear ligações telefônicas. O salário total chega a R$ 13.800, mas a quantia pode aumentar com o pagamento de diárias de viagens, que variam de R$ 300 a R$ 800.