Vaticano nega tumor benigno no cérebro do Papa Francisco


O Vaticano desmentiu de maneira veemente nesta quarta-feira (21) uma informação da imprensa italiana segundo a qual, há alguns meses, teria sido detectado um pequeno "tumor curável" no cérebro do Papa Francisco.

"A divulgação de notícias infundadas é gravemente irresponsável e não merece atenção", disse o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi. De acordo com o jornal Quotidiano Nazionale (QN), "uma pequena sombra" foi detectada em um exame médico do papa, realizado há sete meses por um especialista japonês, o professor Takanori Fukushima, na clínica San Rossore di Barbaricina, perto da cidade de Pisa.