Eduardo Campos diz que Brasil não pode continuar com 39 ministérios


O governador de Pernambuco e possível candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, disse ser contra um número elevado de ministérios no governo federal como o que existe no governo Dilma Rousseff e defendeu enxugar a máquina pública. “O Brasil não pode continuar com 39 ministérios e milhares de cargos comissionados”, afirmou, durante conversa no Twitter com internautas. 

Campos defendeu um processo de modernização da gestão pública, que dê celeridade às necessidades da população. “Ninguém mais faz grandes empreendimentos comerciais como era feito há 20 anos atrás, mas as pessoas querem continuar fazendo política e gestão do Estado como no século passado”, disse.