CAERN garante água do Gargalheiras nas torneiras de Acari e Currais Novos por mais dois meses


A notícia é do radialista e blogueiro Marcos Dantas:

Se não chover pelos próximos dias, é bom que os gestores do Rio Grande do Norte encontrem alternativas urgentes para garantir o abastecimento d’água das cidades de Acari e Currais Novos. O Açude Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras já não suporta mais a estiagem prolongada e, com apenas 2% de seu volume total não deve garantir água aos quase 60 mil habitantes nos dois municípios até maio deste ano.

O preocupante é que até agora não existem garantias de como esse abastecimento será garantido, a não ser a adutora trazendo água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves para Currais Novos, obra que não tem ainda previsão para ser concluída. Em entrevista ao Panorama 95 (Rural FM) desta quarta-feira (04) o chefe do Escritório da CAERN de Acari, Adelson Santos que se não fosse a preocupação da própria companhia de fazer manobras desde 2012, o abastecimento pelo Gargalheiras já teria sido suspenso há meses, porque o açude já teria secado completamente.

“Hoje o Gargalheiras esta funcionando por 48 horas e paramos por 24 horas. Pelo sistema de rodizio a população acariense tem sua residência abastecida por 24 horas e passa dois dias sem. Já em Currais Novos as residências tem água por 24 horas e passam seis dias sem. A CAERN vem com essa preocupação desde quando o Gargalheiras sangrou em 2011. As primeiras ações adotadas pela companhia foram instalações de hidrômetros em Currais Novos (quase 10 mil) e em Acari uns mil, nos dando uma economia significativa no consumo”, explicou.

E para garantir água aos moradores das zonas urbanas de Acari e Currais Novos por pelo menos mais dois meses, a CAERN já vem usando há algum tempo o chamado volume-morto do Açude Gargalheiras, já que seu volume atual é de apenas 2%. Adelson explica que graças a tecnologia usada no tratamento da água, isso garante seu uso pela população. “A CAERN tem sua estação de tratamento que nos dá condições de oferecer a agua dentro do padrão permitido. Temos técnicas ambientais que estão em Acari no mínimo uma vez por semana in loco, vendo a condição da água”.