Em ano de ajuste fiscal e aperto nas contas, governo Dilma estuda aumentar taxa do Enem



Em ano de ajuste fiscal e aperto nas contas, o governo federal estuda aumentar a taxa de inscrição do Enem 2015. Desde 2004, o valor cobrado é de R$ 35 —se considerada a inflação oficial no período, o montante hoje chegaria a pouco mais de R$ 62.


Segundo a Folha de São Paulo apurou, o tema foi debatido no encontro entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ministro Renato Janine (Educação) na última quinta-feira (7), no Palácio do Planalto. Questionado na segunda-feira (11) pela reportagem, o ministro disse que ainda não há definição sobre o aumento.