Servidores do IFRN mantém greve e alunos ficam irritados sem previsão de aulas


Os servidores técnico-administrativos do IFRN decidiram manter o movimento grevista para a insatisfação dos alunos que saem prejudicados com a atitude. A assembleia da categoria esperava-se a conclusão do movimento.

Os servidores alegam que a pauta de reivindicações ainda não foi discutida internamente no instituto, nem com os dirigentes da instituição, e que isso tem prejudicado os trabalhos dos servidores técnicos, que buscam melhorias salariais e de suas condições de trabalho.

Mas, o movimento grevista tem irritado os estudantes e começa a ganhar uma forte resistência dentro do próprio instituto. Nas redes sociais houve muita reclamação sobre a continuidade do movimento e a incerteza dos alunos sobre o início das aulas, que já começariam extremamente atrasadas, por motivo de greves anteriores.

O início do ano letivo 2015 estava previsto para o último dia 4 de maio, mas agora não há previsão de quando as aulas serão retomadas já que os professores aguardam uma posição dos servidores técnicos para voltar aos trabalhos. 

Novas negociações estão marcadas para esta semana em busca de um entendimento para o fim da paralisação e retorno das aulas.